10 Medidas simples para evitar Doenças de Outono!

A Cuidados em Casa indica 10 medidas simples para evitar doenças de outono, período crítico para alguns pacientes. O inverno só começa oficialmente no dia 21 de junho, mas o outono já trouxe queda de temperatura em muitas cidades. Com a chegada dessas estações, há também um acréscimo nos casos de doenças respiratórias, inflamatórias e alérgicas.

A baixa umidade do ar, contato com ácaros de roupas guardadas, ambientes fechados com pouca ventilação facilitam a transmissão de vírus, bactérias e fungos – agentes causadores das doenças típicas dessas estações. Gripe, rinite, resfriado são alguns exemplos. Saiba mais sobre elas:

Gripe (influenza) – é uma infecção aguda do sistema respiratório, provocado pelo vírus da influenza. A transmissão do vírus influenza ocorre por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados. A gripe, entre outros sintomas, pode causar febre, tosse, dor na garganta, dor de cabeça, dor muscular e nas articulações. Vale lembrar que a vacina contra o vírus influenza é oferecida gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Resfriado – é uma infecção viral do trato respiratório superior (nariz e garganta) e pode ser causado por vários tipos de vírus. O contágio pode ocorrer quando uma pessoa com resfriado tosse ou espirra e as gotículas penetram na garganta ou nariz de uma outra pessoa sem a doença. Portanto, a transmissão ocorre, principalmente, por via aérea. Mas, o vírus também pode se propagar pelas mãos ou outro objeto contaminado com vírus do resfriado. Os sintomas do resfriado são os mesmos da gripe, mas aparecem de maneira mais leve. A pessoa com resfriado pode apresentar, entre outros sintomas, coriza intensa, dor de garganta, tosse, congestionamento nasal, dores no corpo ou leve dor de cabeça, espirros, febre baixa e mal-estar

Sinusite – é uma inflamação do revestimento interno dos seios da face (também chamados de seios paranasais), causada por infecção viral ou bacteriana. Essa inflamação provoca congestão nasal pelo excesso de secreção. Com isso ocorre dificuldade respiratória, dores de cabeça, na face, na garganta, perda do olfato e gosto, mau hálito e tosse que piora à noite.

Otite – é uma infecção no ouvido causada por uma bactéria ou vírus. Normalmente, essa infecção é resultado de uma gripe ou resfriado. Os sintomas são: dor de ouvido, perda de equilíbrio, febre, dor de cabeça, drenagem de fluido pelo ouvido e audição diminuída.

Pneumonia – É um processo infeccioso ou inflamatório que atinge os pulmões e é causada por bactérias, vírus ou fungos. Os sinais e sintomas da pneumonia variam e podem incluir dor no peito ao respirar ou tossir, tosse com catarro, fadiga, febre, transpiração e calafrios com tremor, náusea e dificuldade para respirar.

A Cuidados em Casa adverte e indica algumas atitudes para minimizar os impactos de possíveis acometimentos por essas doenças ou ainda para evitá-las. Veja as 10 medidas que recomendamos abaixo:

  1. Lavar as mãos várias vezes ao dia
  2. Cobrir o nariz e a boca ao espirrar ou tossir
  3. Não compartilhar objetos de uso pessoal
  4. Evitar locais com aglomeração de pessoas
  5. Não fumar
  6. Usar umidificador de ar quando o tempo estiver muito seco
  7. Ter uma alimentação equilibrada, rica em nutrientes
  8. Conservar os ambientes higienizados com água e sabão
  9. Manter objetos e superfícies higienizados com álcool gel
  10. Cultivar ambientes ventilados

Equipe Cuidados em Casa

0 Shares
Share via