Detectar precocemente o câncer de mama!

Outubro Rosa: Cuidados em Casa dá dicas para prevenir e detectar precocemente o câncer de mama

O câncer de mama é o que mais mata mulheres no Brasil e o segundo mais incidente, com 66 mil casos estimados para 2020, de acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), órgão  auxiliar do Ministério da Saúde para desenvolver e coordenar as ações integradas para a prevenção e o controle do câncer no Brasil.

Os números chocam. E as dúvidas são várias: Quais os sintomas? Como são os principais sinais? O câncer de mama é hereditário? Dói? O que fazer para prevenir? E o autoexame como deve ser feito?

Pensando nessas e outras questões, foi criado o Outubro Rosa. Movimento internacional para conscientizar e compartilhar informações sobre a doença criado no início da década de 1990 pela Fundação Susan G. Komen for the Cure. No Brasil, a data passou a ser celebrada em 2002, com o objetivo de ampliar o conhecimento das pessoas sobre a doença, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade. A detecção precoce do câncer de mama permite que a doença seja curável em cerca de 90% dos casos.

Sinais

– Mudança na textura e tamanho dos seios.
– Alteração na pele ou no bico da mama.

– Percepção de nódulo.
– Secreção espontânea pelo bico.
– Aparição de linfonodos na região da axila.

Riscos

O risco de desenvolver câncer não é igual para todas as pessoas. Existe uma complexa interação entre a capacidade de agressão de fatores do meio ambiente e as defesas do organismo. O câncer de mama é mais frequente em mulheres, embora possa ocorrer, com menor incidência, nos homens. A idade é fator relevante para esse tipo de câncer. Na maioria das vezes, é mais frequente entre os 50 a 60 anos. Apenas 20% dos casos são considerados hereditários ou familiares, outros 80% são esporádicos. Vida sedentária, obesidade e uso habitual de álcool, também, aumentam o risco para o desenvolvimento do câncer de mama, principalmente na pós-menopausa.

Detecção
Consultas e exames periódicos com o mastologista são fundamentais para a descoberta precoce do câncer de mama. A detecção pode ser feita por exame clínico, quando os tumores forem palpáveis, ou exame de imagem, quando iniciais. A mamografia é o exame com maior eficácia e mais utilizado, para descobrir o câncer de mama em fase precoce.

Diagnósticos
A confirmação de qualquer tipo de câncer somente é feita pelo exame histopatológico de uma amostra do tumor. Essa amostragem pode ser obtida por biópsia. Outros exames podem ser necessários para saber a extensão da doença antes do tratamento, como: RX, tomografia de tórax, tomografia de abdômen, cintilografia óssea, ressonância magnética, entre outros como de sangue.

Tratamentos
O planejamento terapêutico contra o câncer de mama deve ser feito por uma equipe multidisciplinar e de maneira personalizada. A partir disso, se pode definir o protocolo mais indicado para uma resposta terapêutica positiva e com menor risco de recorrência da doença.

Colaboração: Selma Orosco

Equipe Cuidados em Casa

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *